Generalitа


A aspasia é uma orquídea epífita nativa da América do Sul, especialmente o Brasil. Possui folhas carnudas, verde claro, com ápice arredondado e arredondado, estreito e longo; no final da primavera e no verão, produz grandes flores solitárias, delicadamente perfumadas, branco-esverdeado, com labelo branco, geralmente apontado como roxo ou marrom. A floração é bastante longa porque cada planta produz mais de uma flor; além disso, geralmente são formados numerosos ventosas basais, que dão origem a grandes aglomerados de plantas vizinhas. Geralmente esse tipo de orquídea é cultivada em vasos, pois precisa de temperaturas bastante amenas para crescer. Pode ser colocado ao ar livre em áreas onde o inverno não é muito frio.

Exposição



Essas orquídeas são nativas da vegetação rasteira da floresta amazônica, portanto preferem locais claros, mas longe dos raios solares, parcialmente sombreados, pois os raios solares diretos, principalmente em dias quentes, podem causar queimaduras perigosas ao aparato foliar; quando o clima é ameno, você pode levar a Aspasia para fora, em um local sombreado e muito bem ventilado.
Com os primeiros resfriados, eles devem ser coletados em casa ou em estufa temperada, mantendo-os longe de fontes de calor, em ambiente úmido e com boa circulação de ar.

Rega



Essas orquídeas são nativas da vegetação rasteira da floresta amazônica; portanto, preferem locais claros, mas longe dos raios solares parcialmente sombreados; quando o tempo está ameno, podem ser levados para fora, em local sombreado e muito bem ventilado. Com os primeiros resfriados, eles devem ser coletados em casa ou em estufa temperada, mantendo-os longe de fontes de calor, em ambiente úmido e com boa circulação de ar.

Terra



Este tipo de orquídea é uma planta epifítica, suas raízes na natureza crescem encostadas a outras plantas, portanto, precisam de um substrato leve e drenante.
Cultive as aspasias em um composto composto por casca ralada, esfagno e argila ou outro material incoerente. Mantenha uma drenagem muito alta, pois as raízes das orquídeas não toleram a estagnação da água, o que pode arruiná-las rapidamente.
Essa planta deve ser repovoada quando as raízes já ocuparem todo o vaso e quando o substrato começar a perder suas características, uma vez que os materiais utilizados passam por um processo de degradação. Para evitar arruinar as raízes, que são bastante frágeis, é bom, antes de repotting a planta, molhá-las.

Multiplicação


Para obter novos espécimes de orquídeas, no início da primavera ou no final da floração, é possível dividir os cachos, tendo o cuidado de deixar uma raiz bem desenvolvida em cada porção, para favorecer o desenvolvimento rápido e vigoroso da nova planta.
Os novos tufos devem ser colocados em um substrato adequado para as orquídeas, composto de casca, esfagno ou argila expandida.

Aspasia: Pragas e doenças



Essas plantas são facilmente afetadas pela podridão das raízes. Para evitar o problema, verifique se o substrato é adequado e intervenha regando regularmente, mas verifique se o solo não está encharcado. Mealybugs frequentemente arruinam os botões das flores, também aninhando-se na interseção das folhas. Para eliminar o problema da cochonilha, se não for generalizada, é possível intervir manualmente com o uso de um pano com álcool para passar pelas folhas.


Vídeo: All Cultist Ending KillKissLeave Aspasia - Assassin's Creed Odyssey (Junho 2021).